+55 51 99999 2785



É possível realizar o transporte de carga perigosa com paletes?

É possível realizar o transporte de carga perigosa com paletes?

haasmadeiras - 22 de fevereiro de 2019

É possível realizar o transporte de carga perigosa com paletes?

Perigo é tudo aquilo que pode causar algum dano. O nome já nos alerta que todo cuidado é pouco.

O mundo atual é movido pelo transporte constante de mercadorias. Seja do campo para a cidade ou dos grandes polos industriais para pontos de distribuição.

E, dentre esses produtos levados de um ponto a outros, as cargas perigosas são uma das que mais exigem atenção.

Além de, também, ser necessário o acompanhamento de inúmeras regras para seu transporte.

Transportar carga perigosa deve ser algo meticuloso e feito por pessoas que conheçam todos os riscos que um acidente pode gerar e como agir diante de um fato assim.

O principal objetivo de seguir as normas técnicas e os processos de segurança é fazer com que a carga chegue ao seu destino sem causar danos não somente ao meio ambiente, mas também às pessoas envolvidas.

Transporte de carga perigosa com segurança

Principais tipos de cargas perigosas

1 – Explosivos: além dos mais conhecidos, como a pólvora, há também outras substâncias, entre elas, nitroglicerina e nitrato de metila.

2 – Gases: aerossóis, monóxido de carbono, liquefeitos etc.

3 – Inflamáveis: líquidos que podem produzir vapor, que acima dos 60°C podem queimar, como tintas. Há também os sólidos, como dióxido de titânio, que em contato com ar pode inflamar.

4 – Oxidantes: são componentes que liberam ar e permitem a combustão de outros elementos. Um exemplo é a água oxigenada.

5 – Infectantes ou tóxicas: são muito nocivas ao serem inaladas e contêm fungos e bactérias. A matéria-prima das vacinas está nessa categoria.

6 – Radioativo: urânio, césio, entre outros.

7 – Corrosivos: substâncias, como chumbo ou mercúrio, encontrado em pilhas.

É importante enfatizar que produtos de alta periculosidade podem ser transportados em estado líquido, sólido, gasoso ou em pó.

Principais documentos para o transporte de carga perigosa

  1. Autorização do Exército Brasileiro (explosivo)
  2. Autorização da Polícia Federal (DCPQ – Divisão de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos)
  3. Alvará (movimentação e armazenagem)

De acordo com a Resolução nº 5.232/2016, “ninguém pode oferecer ou aceitar produtos perigosos para transporte se tais produtos não estiverem adequadamente classificados, embalados, identificados, descritos no documento fiscal para o transporte de produto perigoso e acompanhados da documentação exigida”.

Diante disso, a paletização (empilhamento) das embalagens de determinados produtos não é muito usual para esses tipos de mercadorias.

Em determinadas situações, as empresas usam caixas de contenção para o carregamento de produtos tidos como perigosos.

Porém os paletes podem ser utilizados para transportar produtos perigosos em estado sólido.

Vale destacar que aumenta mais ainda a exigência quanto a ser um palete de qualidade, com bom projeto de sustentação e confiabilidade.

Portanto, contar com uma empresa séria e com matérias de qualidade para garantir os quesitos de segurança do palete para transportar sua mercadoria é muito importante.

Devemos sempre pensar na segurança em primeiro lugar.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais dicas e informações sobre os paletes.

Até a próxima!

Postado por: Haas Paletes | www.haasmadeiras.com.br