Palete de madeira é mais ecológico do que o de plástico, diz estudo

Palete de madeira é mais ecológico do que o de plástico, diz estudo

haasmadeiras - 17 de abril de 2020

Palete de madeira é mais ecológico do que o de plástico, diz estudo

Um debate que dura há décadas é sobre os paletes de madeira e os paletes de plástico; afinal, qual é mais ecológico? Uma comparação bem detalhada dos pesquisadores de Penn State mostram que a madeira vence no quesito sustentabilidade.

Só nos Estados Unidos, existem 700 milhões de paletes produzidos e reciclados a cada ano, segundo o estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia. Outra pesquisa da NWPCA 2018 mostra que 95% dos paletes de madeira são reciclados / reutilizados.

Na pesquisa da Universidade Estadual da Pensilvânia,  foram feitas comparações do desempenho a longo prazo dos paletes de madeira e paletes de plástico, por uma avaliação detalhada levando em consideração todo o ciclo de vida desses dois materiais.

Além disso a pesquisa também avaliou os impactos ambientais desses dois recursos e as emissões liberadas ao longo desse ciclo de vida. Quer saber mais sobre os resultados? Continue lendo!

 

Paletes de madeira x paletes de plástico

Os estudos da Universidade Estadual da Pensilvânia se basearam em 9 categorias diferentes de relevância ambiental, que foram:

1. Depleção da camada de ozônio

2. Orgânicos respiratórios

3. Ecotoxicidade aquática

4. Ecotoxicidade terrestre

5. Ocupação do solo

6. Acidificação Aquática

7. Eutrofização aquática

8. Aquecimento global

9. Energia não renovável

De acordo com os estudos, em 1 viagem os paletes de madeira tratados com aquecimento convencional tem pegadas de carbono geral menor do que os de plástico; se for comparado a 100.000 viagens, essas diferenças são bem mais significativas.

Os paletes de plástico possuem, geralmente, um ciclo de vida maior do que os de madeira, já que eles, geralmente, não são danificados ou quebrados, chegando a mais de 200 viagens de ida e volta antes de saírem de circulação. 

Mas esse grande ciclo do plástico não é necessariamente bom. Geralmente, eles são derivados dos produtos com gás natural ou petróleo, o que aumenta significativamente a pegada de carbono.

 

Por que esse estudo é importante?

Com tantas preocupações climáticas e uma quantidade enorme de uso de madeiras para paletes ou outros fins, é importante saber qual material é mais ecológico e pode realmente ajudar a preservar o ambiente.

Além disso, o Brasil é um dos maiores produtores de Florestas Plantadas, chegando a 10 milhões de hectares, segundo o IBGE.

Isso significa que produtos de madeira e derivados podem ser produzidos sem prejudicar o meio ambiente e ainda favorecendo a economia de vários setores que dependem dessa matéria-prima.

Como parte dessa matéria-prima vão para o uso de paletes de madeira, é importante avaliar, em grande escala, sobre como esse uso impacta o meio-ambiente.

O estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia foi um dos principais no setor, já que levou em consideração o ciclo de vida de cada material e não foi financiado por nenhuma outra instituição, o que tornou tudo imparcial.

 

Usos e funções dos paletes de madeira

Cresce cada vez mais o número de comércios, materiais e mercadorias que precisam ser transportadas e armazenadas com segurança em vários setores que influenciam a economia diretamente.

Por isso, a demanda por paletes também está aumentando. Só na América do Norte são produzidos 450 milhões de paletes todos os anos. Na indústria geral, em 2016, foram contabilizados 849 milhões de paletes (508 milhões novos e 341 milhões reciclados).

 

Mas o que são paletes afinal?

De acordo com a norma SFS-EN ISO 445:2013, os paletes são: “plataformas horizontais rígidas de altura mínima, compatível com o manuseio por porta-paletes e / ou empilhadeiras e outros equipamentos de manuseio apropriado, usado como base para montagem, carregamento, armazenamento, manuseio, transporte, ou exibição de mercadorias e cargas.”

Geralmente, os paletes podem ser gerenciados por 3 estratégias que dominam o setor:

1. Uso único

2. Compra / venda

3. Pool

Conheça rapidamente sobre cada uma a seguir!

 

1 – Descartável, ou de “uso único”

Essa é uma estratégia simples e funciona assim: os paletes são descartados após uma viagem. Porém os paletes padrão e personalizados, geralmente, são projetados para durar várias viagens.

Por isso, apenas alguns modelos específicos de empresas usam esse tipo de estratégia, já que para o processo delas faz sentido esse modelo de uso.

2 – Retornáveis, ou “compra / venda”

 

Os paletes operados várias vezes seguem uma estratégia chamada “Compra / Venda”, em que a propriedade dos paletes é transferida junto com os paletes.

Ou seja: as mercadorias são armazenadas nos paletes e vendidas junto com eles para o comprador. Para algumas empresas que não querem manter os paletes para armazenamento ou transporte interno, essa estratégia vale a pena.

Nessa estratégia de compra / venda, os paletes são trocados livremente pelo mercado, o que torna impossível fazer uma estimativa precisa sobre sua intensidade de uso.

 

3 – Intercambiéveis ou “pool de paletes”

O pool de paletes ou “pooling” são paletes arrendados aos clientes sem transferência de propriedade. Em outras palavras: uma empresa terceira abastece sua empresa com a quantidade de paletes necessários para cada momento.

Essa opção pode ser ótimo para empresas que querem reduzir os custos e ter à disposição os paletes de madeira sempre que precisar, reduzindo o investimento em ativos fixos.

Ele dá uma flexibilidade maior ao gestor e ainda favorece empresas que precisam transportar produtos com segurança, mas têm pouco espaço interno para armazenamento desse material.

Além disso, está cada vez mais comum existir Rastreador de Identificação por Radiofrequência (RFID), que permite uma coleta mais precisa sobre o ciclo de vida e localização desses paletes.

 

Por que os paletes de madeira são as melhores opções?

Além das informações que já passamos aqui sobre o palete de madeira ser mais ecológico, de acordo com os estudos, também sabemos que os paletes de plástico não podem ser reparados.

Isso significa que, se em um imprevisto, o seu palete de plástico quebrar, não é possível recuperar. Ou seja, será preciso um manuseio muito mais cuidadoso para manter a vida útil dele.

Diferente do palete de plástico, o palete de madeira pode ser reparado durante seu ciclo para prolongar sua vida útil. Em outras palavras: há uma segurança maior ao manusear esse material, aumentando a sua produtividade, enquanto você ainda coopera com o meio ambiente.

Precisa de paletes de madeira que se encaixem no seu transporte, logística e armazenagem interna? Clique aqui e fale com a gente!

Entre em Contato